2.10.09

de dentro pra fora.

knock knock from door to door.
meeting these people we'll never know
i've heard this history before.

entra na minha vida com essa ousadia. mulher bonita.
rosto pintado, enfeitado de sardinhas. mulher minha.
menina com doce, menina sem doce. um oitavo da cama.
mulher criança.
sexta de sol. ela me liga, deu tudo certo o apartamento é dela.
e o abraço que ela gostaria agora, é meu.
hoje o sol veio lindo, abrindo janelas, solto. pintando as paredes da minha sala larga e acessível.
veio me falar que traz boas noticias. e eu notei, parece despedida de vida antiga.
vai ver é isso mesmo. eu caçador de boas palavras, vou mergulhar num infinito particular de mim mesmo. dessa tanta coisa que eu trago de inédito pra vidas alheias, entre um trago e outro, enquanto toca o rock antigo.

agora, 13:47.
Red Hot Chilli Peppers sussurrando no meu ouvido pedaços de Under The Bridge.
entra brisa leve movendo a papelada que eu, homem feito, esqueci de cuidar me perdendo ao pensar no sorriso juvenil que eu gostaria de beijar.

se toda rosa só é rosa porque assim ela é chamada.
então de hoje em diante só quero boas noticias.
sorte, vem de dentro.
e toda é bossa é nova. ninguém pergunta se é usada.
de hoje em diante, só quero boas noticias.

Um comentário:

_viiih disse...

E é um vai e volta de pensamentos e palavras.
Um redemoinho de sílabas tentando criar formas que se completem.
É meio impossível descrever, por isso nem posto agora!
HAHAHAHAHA